Abrir acesso rápido Acesso Rápido
Fechar acesso rápido Fechar
Icone de leitura

10 min de leitura

Icone de usuário

suporte@labbo.com.br

 Icone de agenda

22 de março de 2022

Saiba mais sobre cidades inteligentes e como elas impactam em nossa vida

Buscando automação e sustentabilidade, o principal objetivo de uma cidade inteligente é a melhoria no desenvolvimento humano e social

 

Cidades inteligentes são ambientes urbanos onde são aplicadas tecnologias e processos inovadores que fomentem uma melhoria contínua da qualidade de vida dos seus cidadãos. Visando a automação e sustentabilidade de diversas áreas, como mobilidade, segurança, educação, saúde e sustentabilidade, o principal objetivo de uma cidade inteligente é a melhoria no desenvolvimento humano e social, proporcionando assim o aumento da qualidade de vida dos cidadãos que ali residem.

Esses benefícios são proporcionados por meio do emprego de tecnologia e automação nos diversos processos do dia a dia.

O Perini City Lab trabalha diariamente para isso, auxiliando no desenvolvimento das cidades inteligentes, sendo um laboratório para testes, validação, demonstração e vitrine de soluções voltadas às cidades inteligentes.

O laboratório fica localizado no Ágora Tech Park em Joinville (SC), primeiro município a receber o Selo Bright Cities – Cidades inteligentes. As áreas levadas em consideração na premiação são segurança, educação, saúde, mobilidade, energia, tecnologia e inovação, meio ambiente, empreendedorismo, governança e urbanismo.

No setor de mobilidade, Joinville tem a maior extensão em ciclovias e ciclofaixas do Brasil, um dos fatores que levou o maior município de SC a ter a maior pontuação do país, 6,8. No quesito saúde, Joinville também surpreende com números que se igualam a pontuação nacional e global de 8,6. Já em empreendedorismo, outro fator relevante na avaliação de Bright Cities, Joinville tem quase o dobro da média dos municípios brasileiros.

Ainda no ranking Connected Smart Cities 2021, Joinville obteve a terceira colocação geral.

Um grande laboratório a céu aberto no maior Parque multissetorial da Ámerica do Sul para testar ideias e soluções de cidades inteligentes.

A iniciativa, do Ágora Tech Park, operada e coordenada pela Macnica DHW, multinacional japonesa que promove e fomenta soluções IoT (Internet das Coisas) e IA (Inteligência Artificial) e atua também como Distribuidora de Semicondutores possui em seu portfólio seis verticais: saúde, segurança, sustentabilidade, mobilidade, governança e infraestrutura.

O Perini City Lab foi idealizado pelo Ágora Tech Park, centro de inovação que está presente dentro do Perini Business Park, que por sua vez é um condomínio empresarial, industrial, considerado o maior do Sul. Com três anos de existência, o Ágora Tech Park consolidou-se como a grande arena para o movimento de inovação em Joinville, sediando muitos dos principais atores e a maior parte dos eventos do ecossistema.

Ágora, associado ao Perini, é um laboratório aberto para testes e prototipagem de ideias para cidades inteligentes – onde qualquer um pode testar seu projeto em um ambiente preparado e com todo o suporte necessário.

Eduardo Bachmann, que faz parte do grupo de gestão do Perini City Lab, explica que, dentro desse ecossistema de inovação, os projetos conseguem ser testados e validados de forma ampla, o que não seria possível em um ambiente urbano tradicional.

Um exemplo é o que ocorre com um veículo autônomo, que teria dificuldades e burocracias para circular em outros ambientes urbanos durante o período de testes pode até mesmo oferecer riscos.

— O Perini City Lab promove parcerias para que as soluções tecnológicas voltadas às smart cities sejam desenvolvidas e serve de vitrine para demonstração dessas tecnologias — explica Eduardo.

Parcerias com setores público e privado para o desenvolvimento de soluções inovadoras

 

O Perini City Lab realiza parcerias com setores público, como a que aconteceu com a Prefeitura de Joinville e com universidades, como a UFSC e a UDESC, da região de Joinville, além da Unicamp, do estado de São Paulo. Há parceria também com empresas privadas, como por exemplo, as firmadas com a American Tower e a Furukawa Eletric, líderes mundiais em seus segmentos.

Um dos projetos que passou pelo guarda-chuvas do Perini City Lab sendo validado dentro do Perini Business Park foi o Waze Carpool, que é uma plataforma de compartilhamento de caronas que favorece a mobilidade dentro de uma cidade, reduzindo assim a quantidade de recursos que são aplicados. Isso resulta em menos carros rodando, menos combustível sendo consumido e menos tempo no trânsito para que essas pessoas se desloquem de um ponto a outro.

Outro exemplo é a Organa Biotech, que realiza a coleta de resíduos orgânicos dentro do Ágora Tech Park e em outras empresas e, transformando esses resíduos em adubo, que pode ser aplicado em jardins e hortas. Dessa forma, a Organa promove uma economia circular, retirando resíduos e rejeitos de um lugar e utilizando-os como matéria prima para outro.

Conheça outros projetos

  • GoMoov: Startup de mobilidade urbana inteligente, oferece bikes e patinetes elétricos para locação. Testou o produto e o meio de pagamento no Perini City Lab e hoje roda em Joinville e Jaraguá do Sul.
  • 121 Smart Shop: Floricultura 100% autônoma e inteligente – localizada no estacionamento do Ágora HUB, faz de forma automatizada a captação de energia solar e de água, além de irrigar as plantas. O consumidor também faz autoatendimento no local.
  • Waze Carpool: O Perini Business Park foi o 1º local do mundo a testar a nova plataforma de parceiros do aplicativo, que cadastra empresas para transformá-las num pool de caronas, visando reduzir os carros nas ruas. Faz contagem do número de caronas por CNPJ, da economia de CO2 e gera gameficação com prêmios.
  • Smart Street: Projeto de uma rua inteligente realizado pela Macnica DHW em parceria com diversas empresas brasileiras e do exterior, compreendido em um trecho de 400 metros na Av. Fábio Perini, em frente à UFSC e aos prédios do Ágora Tech Park transforma a via em um ambiente capaz de captar uma grande variedade de dados do tráfego de automóveis e pedestres, monitorando através de câmaras e sensores tudo o que acontece no local.

 

O projeto foi inaugurado em dezembro de 2021 em sua primeira fase, e será expandido em novas fases com o emprego de diferentes tecnologias e soluções no decorrer deste ano.

Notícias relacionadas

Mais notícias Botão seta para direita

Startup Orcon, de Joinville, vence Super Pitch Day e terá R$ 155 mil em fomento para expandir

Fintechs do ecossistema Ágora expandem e anunciam novos projetos para 2024

Ágora Tech Park lança programa para atração de startups