Abrir acesso rápido Acesso Rápido
Fechar acesso rápido Fechar
Icone de leitura

5 min de leitura

Icone de usuário

Redação SC Inova

 Icone de agenda

14 de fevereiro de 2024

Cultura de inovação: como a Schulz se conectou ao ecossistema para desenvolver novos produtos e serviços

A Schulz, fundada em Joinville em 1963, iniciou suas atividades focada na fabricação de utensílios domésticos e agrícolas, mas com o tempo expandiu para se tornar uma das mais completas fábricas de compressores de ar do mundo e de componentes para a indústria automotiva.

Sua história é marcada pela inovação – e expansão global. Em 1972, começou a produzir compressores de ar, e em 1984, seus produtos já eram conhecidos em toda a América Latina, América Central e EUA. A empresa foi pioneira no Brasil no desenvolvimento de compressores rotativos de parafuso com engenharia própria. Além disso, expandiu sua atuação no mercado norte-americano com a criação da Schulz of America Inc., em 1999. A Schulz Automotiva, uma divisão da empresa criada em 1980, é reconhecida mundialmente e atua principalmente no segmento automotivo para veículos comerciais pesados, máquinas agrícolas e equipamentos de construção. 

A sede da empresa em Joinville é um moderno parque industrial, com mais de 540 mil m² de área total e mais de 156 mil m² de área construída. Hoje, está presente em mais de 70 países, empregando mais de 3.500 colaboradores. A empresa possui unidades de negócios distintas: Schulz Automotiva e Schulz Compressores, ambas com um forte compromisso com a inovação e a sustentabilidade. Além disso, investe no desenvolvimento pessoal e profissional de seus colaboradores por meio de programas internos de formação e capacitação, como a Escola Schulz de Educação Corporativa. A empresa também se destaca por seu compromisso com a responsabilidade socioambiental, com iniciativas como a reciclagem e o aproveitamento de resíduos.

PRIMEIROS PASSOS DE CONEXÃO COM O ECOSSISTEMA 

O ano de 2018 marcou um ponto de virada decisivo na trajetória da empresa. Foi quando a Schulz montou seu Comitê de Inovação reunindo especialistas de marketing, engenharia e vendas. A ideia era estabelecer uma estrutura e metodologia robustas para fomentar uma cultura de inovação aberta dentro da empresa.

Como destaca o gerente de engenharia e inovação da Schulz Automotiva Thiago Chiarotti de Oliveira, a empresa deu um passo significativo ao se associar ao LinkLab Ágora, um movimento que refletiu seu compromisso com a inovação aberta. Durante aproximadamente três anos, a equipe de gestão, analistas e técnicos da Schulz participou ativamente de treinamentos, eventos de inovação e hackathons. “Na época, víamos que um caminho viável era a criação de sub-empresas, com um modelo de gestão mais flexível para atender as demandas de inovação”, comenta Thiago. 

Entre 2019 e 2020, a Schulz começou a colaborar em projetos inovadores com equipes externas – incluindo universidades e startups – uma mudança estratégica da abordagem anteriormente centrada internamente. No mesmo período, a empresa também se tornou mantenedora do Join.Valle para o projeto JEDI (Jornada de Empreendedorismo Desenvolvimento e Inovação), expandindo ainda mais seu ecossistema de inovação e sendo ativa no apoio e mentoria a empreendedores no setor de tecnologia.

Para fortalecer as iniciativas da empresa, chegou ao time de inovação da Schulz Automotiva o especialista Alexsandro Foyth, cuja atuação é focada na rede de relacionamento em diversos ecossistemas, prospecção de startups e articulação parcerias estratégicas com ICTs e entidades de apoio e fomento à inovação.

Em 2021, já com o processo de conexão com startups amadurecido, a Schulz comprou a Attrezzi Componentes Rodoviários, de Caxias do Sul (RS), com o objetivo de desenvolver novas soluções, além de complementar o portfólio de produtos oferecidos, especialmente na área de acoplamentos para implementos rodoviários e agrícolas.

NASCE A SCHULZ TECH

Deste período de intensa atividade inovadora, surgiu a Schulz Tech. Originária de um projeto de educação focado em sensoriamento em um protótipo, a Schulz Tech desenvolveu uma tecnologia para monitoramento do sistema de freios de carretas. Este sistema, capaz de prever falhas potenciais através da análise de dados como temperatura e pressão dos pneus, não só melhorou a segurança, mas também gerou treinamentos para motoristas.

A Schulz estabeleceu parcerias significativas, incubando na Softville e colaborando com o Instituto Senai de Inovação e a UFSC. Este ecossistema diversificado foi crucial para o desenvolvimento de tecnologias avançadas, incluindo a implementação em veículos on-road.

O novo laboratório de testes de produtos e a criação de um ambiente de inovação (Schulz Lab) localizados no complexo do Ágora Tech Park, simbolizam um novo capítulo da inovação na empresa. Esses espaços não são apenas um hub, mas também um local para colaboração e benchmarking com outras empresas. Com um olhar para o futuro, o Comitê de inovação da Schulz já está traçando estratégias para 2024 e 2025, demonstrando seu compromisso contínuo com a liderança por meio da inovação.

A história da Schulz é um testemunho do poder da inovação contínua e adaptabilidade no mundo empresarial. Suas estratégias pioneiras e colaborações estratégicas posicionam a empresa não apenas como líder de mercado, mas também como um modelo de inovação na indústria nacional.

Notícias relacionadas

Mais notícias Botão seta para direita

Startup Orcon, de Joinville, vence Super Pitch Day e terá R$ 155 mil em fomento para expandir

Fintechs do ecossistema Ágora expandem e anunciam novos projetos para 2024

Ágora Tech Park lança programa para atração de startups